Rei Zulu – A Majestade Bárbara

R$60,00

R$54,90

9% OFF
Conheça nossas opções de frete

A lenda do vale-tudo Rei Zulu ganhou uma biografia, com direito a prefácio do cantor e compositor Zeca Baleiro, seu conterrâneo. O livro foi escrito pelo procurador do Estado do Maranhão e membro da Academia Ludovicense de Letras Bruno Tomé Fonseca, intitulado “Rei Zulu – A Majestade Bárbara”.

“Trata-se de um resgate humanitário também, pois a literatura, além da arte em si própria, guarda uma função social de resgatar pessoas que estão no esquecimento. Casemiro Martins, o Rei Zulu, é uma pessoa cujo discurso e atitude unem aquele mais humilde ao que está na escala social mais elevada da sociedade. É o retrato da simplicidade, humanidade e pureza de coração, com uma certa ingenuidade”, frisa o autor.

O contato do procurador com Casemiro Martins deu-se por intermédio do lutador e professor de artes marciais James Adler, antigo adversário de Zulu. De acordo com o escritor, foi gratificante e desafiante escrever sobre o universo de lutadores e ex-lutadores, o que o obrigou a muita investigação em vídeo, documentos e fontes históricas como registros jornalísticos na Biblioteca Nacional.

“Zulu lutou com os grandes das artes marciais. Trilhou um caminho pioneiro antes do UFC e do Pride existirem como espetáculos milionários. Ele foi um desbravador, um corajoso, que enfrentava adversários e adversidades com muita garra e inteligência. Rei Zulu foi um retirante da luta, um nômade, que correu o Brasil (e alguns países do mundo), desbravando e procurando adversários de toda a natureza e sem distinção.”

Bruno Tomé Fonseca, procurador geral adjunto para Assuntos Estratégicos da Procuradoria Geral do Estado, é autor também das obras “Contos Crueis”, “As Carências das Horas Tardias da Noite” e “Leve-me ao Seu Líder! Articulações entre o Direito e Cultura Pop” (livro de autoria coletiva).